Saúde em primeiro lugar

Atualizado: 21 de Abr de 2019

Um dia no parque aquático virou uma super ação de saúde!


Era Janeiro de 2017, e queríamos recrear as crianças, brincar, mostrar algo novo! Então decidimos realizar uma ação dentro de um parque aquático!! A maioria das crianças, apesar de morarem perto da praia nunca viram o mar. Brincar na água no calor do verão seria, sem dúvida, uma experiência inesquecível.

Enquanto construíamos esse projeto, recebi no meu celular uma foto de uma mãe da comunidade com o "machucado" do filho... Diagnostiquei, levamos o antibiótico e até então era um caso isolado...


Após 2 semanas, com o projeto perfeito para a ação do parque aquático fomos até a comunidade recrutar as crianças para o grande dia!

Chegando lá fomos surpreendidos por uma infestação daquele "machucado" diagnosticado como Impetigo. A dificuldade de higiene e calor do verão facilitam as afecções mais graves. Praticamente todas as crianças tinham algum tipo de lesão severa no corpo naquele ponto da comunidade... Eu não daria conta sozinha de tratar, avaliar, atender todas de uma vez só. E como elas estavam se recontaminando e retransmitindo deveríamos tratar todos de uma vez só, e identificar a causa dessas infecções.


Diante desse cenário resolvi realizar uma ação multidisciplinar, acionei dermatologistas, pediatras, nutricionistas, veterinárias para juntas irmos até la e resolvermos o problema! E assim fizemos, em poucos dias as mulheres profissionais voluntárias foram recrutadas e toparam ir atender lá na comunidade comigo. As que por alguma razão não puderam estar, ajudaram depositando alguma contribuição financeira. Armamos um consultório na rua mesmo. Atendemos inúmeras pessoas com queixas e sintomas. Descobrimos que a principal causa das infecções eram transmitidas pelos animais, as chamadas zoonoses. Assim, nosso trabalho estava apenas começando... Tratar só as crianças não adiantaria, precisávamos ir atrás dos cachorros. O posto para pegar os remédios? Em greve.


Respira fundo, e vamos embora. Afinal de contas com boa vontade, conseguimos sim, mesmo suando, o que queremos.


Dessa forma, com o valor arrecadado pelo grupo de médicas mais os fundos do projeto, ligamos para um farmácia e encomendamos cada medicação. Criança por criança, antibiótico por antibiótico, entregues na mão de cada mãe.

Retornei após 1 semana para avaliar a evolução e era simplesmente emocionante a melhora das crianças, quase 100% das lesões curadas, e as que ainda eram visíveis estavam em remissão! Os animais? Nossas veterinárias começaram não apenas a tratar e fazer profilaxia, como recrutaram para já iniciar a castração. Dessa vez o passeio ao parque aquático foi adiado, mas conseguimos deixar a saúde em primeiro lugar!


Lili Borba




#saúde #LiliBorba #Projeto #FreiDamião #Frei #Damião #CidadesInvisiveis #zoonoses #voluntárias #dermatologista #pediatra #nutricionista #veterinaria

0 visualização

NOS ACOMPANHE NAS REDES

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

EMPRESAS QUE NOS APOIAM

© 2012 ~ 2020 Projeto Cidades Invisíveis

Todos os direitos reservados

With love bialthoff.com