Arte em Gramacho


Jardim Gramacho se sustentou por três décadas com o maior lixão de América Latina. Após cinco anos do fechamento, seus moradores são a face da extrema pobreza. Dizem que lá não se vive, se sobrevive. Não tem água encanada, a eletricidade depende dos gatos e da aleatoriedade dos picos de energia que estouram os poucos eletrodomésticos que ainda funcionam. Tampouco há rede de esgoto e, em algumas casas, nem banheiro. Artista, grafiteiro e parceiro do Cidades Invisíveis, levamos Carlos Bobi (foto) para realizar uma intervenção artística, dando oficina para crianças e pintando muros e casas. Um pouco de cor, vida e dignidade para a comunidade.

NOS ACOMPANHE NAS REDES

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

© 2012 ~ 2020 Projeto Cidades Invisíveis

Todos os direitos reservados

With love bialthoff.com