NOS ACOMPANHE NAS REDES

  • logo_whatsapp_png_815352
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

© 2012 ~ 2019 Projeto Cidades Invisíveis

Todos os direitos reservados

amorosamente desenvolvido por

ÂME_STUDIO_oficial_BRANCO_E_COR.png

Bem no sertão baiano, na cidade de Canudos, mulheres de comunidades carentes se uniram para ganhar sua independência financeira. Uma máquina de costura e a vontade de aprender foram suficientes!


O projeto de Ateliê Corte e Costura “Forte Severina” começou bem pequenino com 15 mulheres e apenas uma máquina de costura!


A costureira Delma Alves foi quem plantou a sementinha nesse incrível projeto. Há 5 anos, o seu pai faleceu deixando para os oito filhos um carro velhinho. Com o dinheiro, a costureira comprou uma máquina. Tomando conhecimento da iniciativa das mulheres da comunidade Rasinho, Delma emprestou sua máquina, dali concretizava o nascimento do ateliê. “Enquanto uma costurava, a outra cortava, assim levamos com uma máquina. As mulheres não querem depender somente dos maridos em casa. Queremos trabalhar e ter um futuro melhor”, disse Delma.


Graças ao empenho dessas guerreiras e com a iniciativa do Projeto Canudos, foram doadas recentemente mais 7 máquinas de costura. Agora, o sonho delas é ter um espaço completo para profissionalizar mais mulheres da comunidade.
 

Mais do que profissionalizar essas mulheres, o projeto leva renda e empoderamento!
 

O primeiro passo para superar a situação de vulnerabilidade social é romper com o isolamento. Uma pessoa, quando se junta a outras em situação semelhante, amplia centenas de vezes suas possibilidades de emancipação social e econômica.
 

Com a venda das camisetas, iremos contribuir para levantar um ateliê completo para a realização de cursos profissionalizantes.


O Projeto de Ateliê Corte e Costura “Forte Severina” oportunizará oficinas de corte, costura e modelagem com foco na geração de renda por intermédio da qualificação profissional para pessoas em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo Instituto Brasileiro de Expedições Sociais através do Projeto Canudos.


Serão capacitadas prioritariamente as mulheres das comunidades Rasinho e Bom Jardim, no município de Canudos, no sertão do estado da Bahia, oferecendo apoio técnico para a implementação de geração de renda e autossustentabilidade.
 

O que é o projeto Canudos?
 

É uma iniciativa social do Instituto Brasileiro de Expedições Sociais (IBES) que visa a autossustentabilidade de comunidades vulneráveis pelo Brasil e pelo Mundo, por meio de EXPEDIÇÕES Nacionais e CONEXÕES Internacionais. Iniciou suas atividades em 2009 na cidade de Canudos, interior do estado da Bahia.
Desde o início, o Projeto visa tornar os vilarejos de Canudos Velho, Rio do Vigário e Rasinho (regiões rurais) em comunidades autossustentáveis. Para isso, o Projeto Canudos, em parceria com empresas e Instituições de Ensino Superior, desenvolve ações de Saúde, Educação, Direitos Humanos e Justiça, Comunicação, Cultura, Geração de Renda, Tecnologia e Meio Ambiente.

 

Sobre o artista

 

Johny Carlos, mas no graffiti assina Feyk. Esse nome tem origem de uma base de skate, pois na época em que estava começando a fazer graffiti já andava de skate. É da cidade de Aracaju Sergipe.

Começou a se envolver com graffiti na escola e, de lá pra cá, não parou mais e o amor pela arte e a cultura que o graffiti faz parte só foi aumentando. Hoje tem 10 anos que faz graffiti, outrora era só diversão, hobby, mas hoje também é trabalho. Trabalha com graffiti há 5 anos.

Dentro do graffiti existem vários estilos, o dele é o realismo, letra Wild style e 3D. Participa de alguns eventos de graffiti pelo país, fazendo novas amizades e fortalecendo outras. Já participou também de oficinas em escolas públicas, presídio feminino e projeto em parceria com o Tribunal de Justiça junto com a Secretaria de Educação de Aracaju.

“O graffiti pra mim é além de uma arte visual, é além disso, é vivência, é uma ferramenta de comunicação, é expressão de algo que está preso dentro de si, é trazer à tona mazelas, é expressar sentimento e demonstrar raízes do seu povo e muito mais.” Feyk.

Camiseta "O Sertanejo"

R$100.00Preço
Tamanho